O ano de 2018 certamente vai ser marcado por altos e baixos na economia do Brasil. Num cenário com constantes altas de juros e de inflação e com a economia desaquecida, boa parte dos consumidores já começou a mudar os hábitos de consumo. E saber se antecipar e lidar com essa movimentação pode ser a chave para aumentar as vendas do seu negócio.
Isso porque, diante do momento que o país vive, não é de se estranhar que o primeiro pensamento que se passa na cabeça de muitos gestores seja o de se preparar para uma queda no faturamento. Mas, na verdade, esse acaba sendo o melhor momento para inovar nas estratégias, pensar fora da caixa e atrair o consumidor para um relacionamento de longo prazo.
Afinal, a venda é o coração de uma empresa. Para que ela tenha mais sustentabilidade, é preciso vender mais, aumentar o capital e fazer investimentos que a permitam se desenvolver e inovar. Sem as vendas, não há espaço para nem um, nem outro.

A importância do planejamento estratégico para aumentar as vendas

É importante lembrar que aqueles clientes fiéis, que procuram a sua marca independentemente do cenário econômico, podem ser responsáveis por mais de 50% do faturamento da sua empresa e, por isso, é mais fácil buscar o suporte para enfrentar os tempos difíceis “dentro de casa” do que apostar na conquista de uma nova clientela, por exemplo.
Ou seja, vender mais não significa, necessariamente, vender para um número maior de pessoas. O verdadeiro X da questão aqui é o planejamento estratégico, que acaba sendo o caminho mais seguro e assertivo na hora de enfrentar esse desafio.
E nesse contexto, cada vez mais é preciso se adaptar e se reinventar para sobreviver. Pensando nisso, selecionamos um guia prático com quatro dicas fundamentais para ajudar o empreendedor a elaborar a sua estratégia de vendas e garantir a saúde financeira do negócio:

1 – Crie um vínculo com seus clientes ativos

Para vender mais e melhor, é preciso gostar de lidar com o cliente e entender às necessidades dele. Afinal, a venda deve ser um atestado final de uma parceria com o cliente. Nesse sentido, a importância do bom atendimento ― aquele que é educado, cordial e bem feito ―, ganha cada vez mais peso na hora da tomada de decisão.
Aqui, é imperativo entender o cliente e como ele se comunica para criar este tipo vínculo. Isso gera identificação e credibilidade. A ideia não é copiar a forma como o cliente fala, mas acompanhar seu ritmo. Se a pessoa chega falando baixo, por exemplo, o vendedor muito expansivo pode fazê-lo se sentir desconfortável.
O gestor sempre pode considerar a possibilidade de, por exemplo, dividir a cartela de clientes entre sua equipe de vendas, separando cada um deles com os vendedores que possuem mais afinidade com determinados clientes. Alguns consumidores fazem questão de sempre serem atendidos pela mesma pessoa, e acabam comprando mais por confiarem nesse vendedor, por exemplo.

2 – Não tenha medo de investir em marketing

Quem é empreendedor sabe que existem muitas empresas que simplesmente negligenciam o marketing. Esse, na verdade, é um grande erro estratégico, visto que a única forma das empresas poderem competir no mercado de maneira competitiva é por meio de um marketing direcionado e criativo.
Considere expandir seus esforços de marketing, seja aumentando seus investimentos já existentes, seja por meio da implementação de novas ações. As campanhas de alto impacto e curto prazo, por exemplo, tendem a ser particularmente eficazes para quem quer aumentar o faturamento em pouco tempo, dependendo da sua área de atuação, claro.
E vale lembrar que, quando falamos em marketing, a transparência é basicamente um dos mandamentos das vendas. Mentir para o cliente pode ser fatal não só para aquela venda, mas para o futuro do seu negócio. Cabe à empresa, então, o cuidado de orientar e capacitar suas equipes para que o relacionamento com o cliente sempre tenha a honestidade como base fundamental, o que abre espaço para o próximo tópico.

3 – Prepare sua equipe de atendimento

É muito natural que quem trabalha com um fluxo grande de clientes tenha mais dificuldade em personalizar o atendimento. Mas quando falamos em B2B, pequenos e médios empreendimentos, a personalização e o preparo das equipes de atendimento não é apenas um diferencial, mas um aspecto bastante decisivo.
Por isso, vale investir no treinamento dos vendedores e, inclusive, incentivar internamente uma cultura de aprimoramento da relação com os clientes. Ao fazer isso, prepare suas equipes para sempre escutar com paciência, conhecer os hábitos de cada cliente e atender com dedicação as necessidades deles.
Assim, suas equipes podem prever outras demandas do consumidor e sugerir vendas adicionais que beneficiem o cliente e aumente o seu ticket médio, tendo até mesmo mais liberdade para discutir as formas de pagamento de forma a não deixá-lo numa situação desconfortável.

4 – Fidelize o consumidor

Vender mais e melhor inclui fidelizar o consumidor e convencê-lo a voltar. Uma das formas de fazer isso é ter o estoque pronto para atender a demanda. Sabemos que o cliente sempre volta quando encontra o que procura, e é muito mais fácil saber o que os clientes fiéis esperam da sua empresa.
Mas para o caso do seu negócio ainda não contar com um volume interessante de clientes fixos, é importante lembrar que um dos passos mais importantes para conquistar o seu público é investir em um atendimento impecável. Abordar os clientes da forma mais solícita possível, pedir opinião e sugestões e saber ouvir críticas, trazendo o mais imediatamente possível a solução para um eventual problema são alguns dos cuidados necessários.
E tão importante quanto a própria venda é o acompanhamento no pós-venda. Hoje, saber se o seu cliente ficou satisfeito com o que a sua marca oferece é fundamental. Portanto, tenha o cuidado de acompanhar a compra em todas as etapas e saiba lidar com reclamações. Ao receber elogios, utilize-os em seu benefício. Lembre das estratégias de marketing e faça publicidade das experiências positivas. Saber que outros se sentem satisfeitos transmite confiança e credibilidade aos novos clientes!
Enfim, esperamos que este artigo tenha sido útil para você melhorar seus resultados. E se nesse processo precisar de soluções financeiras para antecipar-se aos riscos ou dar mais liquidez ao caixa, é só falar com a gente!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures