A precificação dos produtos é um aspecto central no desenvolvimento e sustentabilidade de um negócio. Ao estabelecer corretamente o quanto cobrar sobre o que se vende, você pode ter mais tranquilidade e segurança sobre a capacidade das suas receitas em cobrir os custos e despesas da empresa, ao mesmo tempo em que se garante o lucro necessário para manter as operações saudáveis.
Para isso, é fundamental considerar todas as necessidades e obrigações que o seu negócio tem sob o ponto de vista das saídas financeiras. Isso envolve aqueles itens recorrentes (pagamento de fornecedores, funcionários, impostos, contas de luz, telefone e internet, aluguel, entre outros) e também aquelas reservas de segurança, como valores para manutenção.
E é neste ponto que os meios eletrônicos de pagamento impactam de forma importante na sua precificação. Porque dependendo do fornecedor que você tiver, os custos adicionais vão ser diferentes. Quer entender por quê? Então siga com a gente neste artigo e confira!

A relação entre precificação e sua maquininha de cartão

Nós já falamos aqui no blog sobre as diferenças entre comprar e alugar uma maquininha. Às vezes, comprar um equipamento pode parecer a opção mais adequada e econômica às suas operações. Mas é preciso considerar que, sem a assistência da fornecedora de meios eletrônicos de pagamento, a reserva para manutenções precisa ser maior. Afinal, qualquer problema com o equipamento precisa ser resolvido com o dinheiro do seu caixa.
Outra questão é a tecnologia disponível para você fazer as suas vendas. Para ter acesso a uma variedade maior de formas de receber o pagamento dos clientes, alguns empreendedores acabam tendo duas, três ou às vezes até mais marcas de maquininhas. Assim, acreditam eles, não perdem vendas por alguma indisponibilidade ou incompatibilidade.
Só que isso só aumenta os custos do negócio. Seja pagando aluguel, seja pagando pelas maquininhas (ou pela reserva de manutenção necessária a elas), ter muitos equipamentos para fazer a mesma coisa só onera as suas operações. Novamente, isso impacta diretamente na precificação.
Aqui, é bom esclarecer algumas questões: essa reserva para manutenções não é obrigatória. Trata-se de uma sugestão do nosso blog. Mas imagine que um equipamento sem a cobertura da fornecedora de meios de pagamento dê algum problema! Você vai precisar encontrar uma forma de substitui-lo (ao menos temporariamente) e terá que levar a máquina defeituosa para conserto.
Com dinheiro guardado, resolver essas questões pode até causar algum transtorno, porém, certamente será mais rápido e barato. Caso não haja recursos para colocar tudo em ordem, será necessário buscar crédito. Embora isso não seja negativo ou incomum, mas irá gerar um gasto com juros e taxas que poderiam ser evitadas. Sem contar o tempo até conseguir esse dinheiro!
Claro, você sempre tem a opção de não considerar essas eventualidades no cálculo da precificação, mas daí há o risco de ter uma margem mais justa na hora de resolver alguma situação inesperada. De todo modo, mesmo que a manutenção não componha a conta da sua formação de preço de vendas, as taxas da maquininha devem ser levadas em consideração.

Como economizar com a maquininha para formar preços competitivos

É natural que uma empresa queira agregar valor ao seu produto, serviço e atendimento e garantir uma margem maior de lucro. Mas de qualquer maneira o preço será um fator muito relevante na escolha dos clientes. O que não pode acontecer é você ter um preço pouco competitivo e, ainda por cima, uma margem de lucro pequena.
Então, a solução lógica é ter menos gastos, o que envolve o controle dos custos e despesa. No que diz respeito aos meios eletrônicos de pagamento, controlar esses valores significa verificar as melhores taxas, os planos mais competitivos, um suporte técnico ágil (que previne de problemas com os clientes) e as melhores condições de acesso à tecnologia (para que um único fornecedor dê conta de um grande número de alternativas de pagamento).
No mercado, quem reúne de uma forma qualificada todas essas características é a ValoremPay. O suporte é feito por equipe própria, o que reduz projetos e diminui prejuízos e incômodos para o seu negócio. Nossas soluções concentram as tecnologias mais presentes no mercado, atendendo de uma forma ampla todas as necessidades dos clientes.
Além disso, temos taxas e planos de serviço altamente competitivos e completamente negociáveis de acordo com o seu volume de vendas. 
São esses recursos que você precisa para economizar com meios eletrônicos de pagamento e garantir uma precificação que permita à sua loja agradar mais os seus clientes, sem perder margem de lucro. Quer saber como conquistar tudo isso? Entre em contato conosco e saiba como levar a ValoremPay à sua empresa!

Esperamos que você tenha gostado deste artigo! Compartilhe com seus colegas e, em caso de dúvidas sobre o que tratamos aqui, deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures