Fornecedores importantes, como os responsáveis pelo recebimento dos pagamentos, são alvo principal das atenções de gestores que querem ampliar a margem de lucro com responsabilidade. Afinal, o objetivo é facilitar para o cliente ao mesmo tempo que o próprio gestor acumula benefícios. O problema é que nem sempre as promoções de maquininhas de cartão são tão vantajosas quanto parecem, abalando todo o cuidado existente nesse processo de escolha.

Naturalmente que, hoje em dia, muita gente já está vacinada contra essas promoções incríveis e sempre procura as letrinhas pequenas embaixo dos anúncios para saber quais são os poréns da ofertas. Mas, acredite, mesmo assim há outras informações que só o regulamento completo é capaz de dizer. Ou seja, as letrinhas pequenas estão tão perigosas que, às vezes, nem elas dizem tudo.

Os poréns das promoções de maquininhas de cartão

Para você entender o que estamos mostrando aqui no artigo, nós pesquisamos algumas das principais marcas de maquininhas de cartão com campanhas ativas e, aparentemente, bastante vantajosas. Elas buscam se posicionar como as alternativas mais econômicas para seus clientes. Porém, vamos ver o que elas têm escondido lá no rodapé e no regulamento oficial.

Vale ressaltar, porém, que a nossa intenção não é expor nenhuma marca. Nosso objetivo é apenas deixar você alerta para ir a fundo na pesquisa no momento de escolher a sua fornecedora de meios eletrônicos de pagamento. Também queremos mostrar que nenhuma promoção é o que parece ser. Isso mostra que há muitos outros fatores a serem considerados além de taxa zero e maquininha grátis. Acompanhe!

O que as letrinhas pequenas dizem

Em uma marca, a maquininha é anunciada como gratuita. Assim, o cliente não paga para ter acesso a ela e nem tem custos com taxas nas vendas em crédito. Parece ótimo, não é mesmo? Em teoria, sim. Mas na prática, para ter acesso a essas vantagens, é preciso ter um faturamento de R$ 1 milhão por ano.

A taxa zero para o crédito deve respeitar um limite de R$ 50 mil por mês. Quando o seu negócio passa desse valor, é cobrado 3,02% nas vendas à vista e 3,75% nas parceladas. 

Em uma outra promoção de maquininha de cartão, a marca não cobra aluguel sobre o equipamento. Também não há cobrança de taxa sobre a antecipação das vendas, prometida para ser feita em até dois dias depois de o cliente pagar. 

Entretanto, o aluguel a custo zero é condicionado a um volume mínimo de vendas de R$ 5 mil por mês. Se o faturamento for menor que R$ 5 mil, o aluguel da máquina sai por R$ 69,90. Já a ausência na taxa de antecipação obriga o cliente a ter conta no banco que oferece a maquininha. Ou seja: existem os custos bancários inegociáveis, porque disso depende o aproveitamento integral da oferta.

Numa terceira marca, a promoção de maquininhas de cartão anuncia taxa zero nos três primeiros meses de operações. Neste anúncio, até fica clara essa informação do primeiro trimestre promocional. O que está escondido é a informação que, muito provavelmente, você não vai chegar a usufruir desse período todo sem pagar taxa. Ou seja, ela pode ser cobrada mais cedo do que você imagina.

Isso porque o plano funciona da seguinte maneira: a taxa zero é condicionada a um limite de vendas de R$ 1.500. Quando passar desse valor, mesmo que não tenha completado os três meses, a cobrança de taxas começa a ser feita normalmente!

Agora, se você decidir controlar as vendas para aproveitar a taxa zero durante os três meses, terá que vender em todo esse período menos que R$ 1.500 e vai pagar as taxas normais no quarto mês. Essa taxa é de 1,99% no débito e 4,99% no crédito à vista.

Uma quarta marca de maquininha de cartão tem exatamente essa mesma promoção, mas com outras taxas: no débito, 1,99% no primeiro ano e 2,39% a partir do segundo. Já no crédito, esse valor oscila entre 3,19% e 3,79%.

O que fazer, então? Não aproveitar as promoções?

O ponto não é exatamente este. Você pode pesquisar as promoções de maquininhas de cartão e contratar aquela que achar mais relevante para as características e as necessidades do seu negócio. Mas essa escolha precisa ser feita considerando todos os pontos: os poréns para não pagar pelo equipamento, os poréns sobre a taxa zero ou reduzida e os poréns sobre prazo e custo da antecipação.

Colocando na ponta do lápis, pode ser que uma fornecedora que não tenha nenhuma dessas campanhas de publicidade gigantescas, com artistas do showbiz e anúncios frequentes na televisão em cadeia nacional seja a que apresenta o melhor custo-benefício em médio e longo prazo para o seu negócio.

Sem contar que existem diversos outros fatores que precisam ser considerados ao escolher uma boa maquininha de cartão, não é mesmo? Nós já falamos de alguns deles aqui no blog, como qualidade do atendimento, tecnologia dos equipamentos, variedade nas formas de recebimento dos pagamentos (não se concentrando apenas nas maquininhas) e muitos outros requisitos.

E nós dizemos isso tudo não só porque você está lendo esses alertas aqui no blog da ValoremPay, não! Esse é um cuidado que todo especialista recomenda. Nem sempre as promoções mais mirabolantes são as mais econômicas para você. Então, pesquise! E nesse seu levantamento, considere o nosso produto também! Você vai perceber quantos benefícios podemos oferecer à sua empresa e como negociar com a gente é fácil!

Qualquer dúvida, entre em contato conosco ou deixe o seu comentário no espaço abaixo. Nós estamos sempre à disposição para conversar!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures