Inovação é algo constantemente buscado por todas as empresas, até porque um novo projeto é um grande passo para a exclusividade, o que auxilia na conquista de novos clientes e cria um espaço no mercado ainda pouco explorado. No entanto, quando falamos nesse assunto, sempre surgem questionamentos relacionados ao que realmente é inovar e de que maneira isso pode, de fato, contribuir para os resultados de um negócio. Então, como saber se uma ideia é boa? É isso que nós vamos ajudá-lo a entender agora para que você faça a sua empresa crescer cada vez mais. Acompanhe!

O que é inovação?

Diferentemente do que muitos pensam, inovação não quer dizer que você precisa criar algo extraordinário, nunca feito na vida. É necessário ter em mente que o termo refere-se a mudanças que tragam algum tipo de novidade. Por exemplo: é possível trazer uma ideia já consagrada em outro país para aplicar localmente no seu ramo de atuação e, assim, ser inovador no seu segmento. Mas, claro, nunca esquecendo de fazer um estudo antes para saber se ela é realmente viável e como é possível adaptá-la à realidade em que sua empresa está inserida, pois o que dá certo  em determinada realidade, pode não dar certo em outra.

Como saber se a ideia é realmente boa para a sua empresa?

Existem diversas maneiras de identificar se a sua ideia é mesmo boa para o seu negócio e se ela irá contribuir para melhores resultados financeiros. Para isso, você pode começar refletindo sobre esses três principais pontos:

  • Ela melhora a vida do seu cliente? Um bom começo para avaliar se uma ideia é positiva é elencar os principais problemas que afligem os seus consumidores em relação ao seu produto ou serviço. Afinal, para sua iniciativa ser bem-sucedida, ela precisa ser útil. Então, pesquise, questione-se e entreviste o seu público em potencial para saber se, com o seu projeto, você resolverá os problemas reais dele.
  • Você tem conhecimento no assunto? Conhecimento é a chave para o sucesso da sua empresa. Não tem como executar qualquer ideia se antes ela não for muito bem estudada e analisada para ver a sua viabilidade e aceitação. Por isso, quando pensar em implementar algo novo, uma boa alternativa é buscar a ajuda de um mentor para adquirir todo o conhecimento possível e, dessa forma, obter bons resultados. E mais: não adianta você tocar uma ideia só porque gostou dela se não tiver conhecimento daquilo. Quer dizer, fazer algo só por fazer, sem domínio de causa, é prejudicial. Você precisa conhecer para não errar. Portanto, é preciso trabalhar com o que você sabe ou buscar informações para dar andamento em uma iniciativa só depois de estar qualificado para fazer isso.
  • Existe um plano consistente? O diferente pelo diferente não vende. Lembre-se disso! Então, antes de implementar a sua ideia, faça um plano bem-estruturado de execução de modo a contemplar qualquer contratempo que possa ocorrer no meio do caminho.

Depois de refletir sobre esses pontos, é necessário ainda ver qual o potencial dessa ideia na conquista de resultados para o seu negócio. Portanto, não esqueça de, antes de partir para a ação, analisar o retorno financeiro. Faça um levantamento de todas as despesas, receitas e investimentos necessários para concretizar a ideia. Somente assim será possível entender as reais consequências do novo projeto e o impacto que terá para a sua empresa. Com essas informações, você terá uma noção se a iniciativa será eficiente ou não, quais serão os pontos que ela afetará, o nível de crescimento da ideia e a maturação e suas variáveis de declínio. Quanto mais detalhista você for, maiores serão as chances de acerto.

Para tirar suas ideias do papel é preciso ter recursos financeiros!

Empresas que têm uma cultura de inovação estão mais preparadas para imprevistos e tendem a ser mais sustentáveis. Desse modo, a prática constante e a consciência da importância de pensar no novo ajuda você a identificar mais rapidamente as saídas para as diversas situações quando necessário. E também quando é preciso otimizar processos, reduzindo os custos do negócio. Isso sem mencionar as vantagens competitivas, uma forma muito eficaz de atrair clientes. No entanto, para tirar suas ideias do papel, é fundamental ter recursos financeiros disponíveis.
Uma excelente alternativa para não ter que recorrer a empréstimos e financiamentos, pagando juros e comprometendo as finanças da empresa, é fazer a antecipação de recebíveis. Com este recurso, você recebe um dinheiro que já é seu por direito, mas que ainda demoraria para receber, e garante capital de giro para investir em novidades para fazer o seu negócio crescer.
E não esqueça: a Valorem está aqui para ajudá-lo no que for necessário. Entre em contato com a gente e tire suas dúvidas!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures