fbpx

Os FIDCs em geral tiveram um desempenho fenomenal durante a pandemia em 2020, mas mesmo assim a escolha do FIDC certo faz toda a diferença. Não estou falando aqui de análise dos termos da cota, nem da rentabilidade, nem dos prazos, e sim da análise da segurança do fundo e da casa que faz a “consultoria especializada”, ou seja, que seleciona os recebíveis que serão adquiridos pelo fundo.
Pensando nisso, montei uma lista com 17 fatores críticos na hora de analisar um FIDC Padronizado: Multicedente e Multisacado para investidores pessoa física, pessoa jurídica e gestoras. Clique no botão abaixo e tenha acesso ao conteúdo exclusivo.

[esbanner id=”2690″]

Autor: Charlote Odebrecht – Vice-Presidente do Grupo Valorem

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores




            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Antecipação de recebíveis







              * Campos obrigatórios

              Solicitar - Investimentos







                * Campos obrigatórios

                Investir FIDC




                  * Campos obrigatórios

                  Investir em Debêntures





                    * Campos obrigatórios