A antecipação de recebíveis é, sem dúvida, a forma mais inteligente de conseguir fôlego para o caixa da sua empresa. Mas, como toda operação que envolve crédito, ela demanda uma atenção que vai além do momento em que se decide por buscar essa solução. Quer dizer, os cuidados com o uso da antecipação de recebíveis começam na estruturação de uma boa gestão financeira na sua empresa.

Para esclarecer melhor e situar você, é melhor começarmos definindo os termos, não é mesmo? Bom, antecipação de recebíveis nada mais é do que o desconto de cheques e duplicatas para que a sua empresa receba antecipadamente por um produto ou serviço que vendeu a prazo. Em termos simples, é como se o pagamento tivesse sido feito à vista. O seu cliente, por outro lado, continua tendo o prazo pré-acordado para pagar pelo que comprou.

Dessa maneira, é possível capitalizar a sua empresa, injetando um dinheiro no caixa que só entraria depois de algum tempo. Contudo, como toda operação financeira, ela tem taxas e, ainda que elas sejam competitivas em relação a outras modalidades de crédito no mercado, têm um custo para o seu negócio.

E é aqui que entram os cuidados com o uso da antecipação de recebíveis. Porque, sim, ela é uma alternativa mais vantajosa que os empréstimos, já que a sua empresa vai estar usando um dinheiro que já é dela por direito. No entanto, se você está tendo a necessidade de antecipar com muita frequência, é preciso ligar o sinal de alerta. E é isso que vamos explicar agora para você.

Cuidados com o uso da antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis é um recurso que deve ser utilizado com critério e dentro dos limites do planejamento estratégico da sua empresa. Caso você não tenha o hábito de fazer esse planejamento, considere esta a primeira dica para ajustar os seus procedimentos.

Isso porque o planejamento estratégico é fundamental para o controle dos gastos, a previsibilidade dos investimentos e a estruturação do crescimento de um negócio.

Ainda dentro do planejamento estratégico, a gestão de custos é uma ferramenta essencial. É ela que vai permitir o equilíbrio financeiro da sua empresa, garantindo que se tenha volume de recursos em caixa para dar conta das obrigações do dia a dia. E por falar em caixa, o controle dele deve ser feito, pelo menos, mensalmente, de modo que se tenha uma noção exata da saúde financeira do seu negócio.

Diante dessas questões, você deve perguntar. Mas, então, quando a antecipação de recebíveis é recomendável? A verdade é que não há uma contraindicação no uso dessa solução. Porém, se a frequência com que a sua empresa busca essa operação é muito grande, isso é um sinal de que a gestão financeira está deficitária. Então, ela precisa ser corrigida antes de a sua empresa entrar num ciclo vicioso ou criar uma bola de neve de dívidas.

Quando utilizar a antecipação de recebíveis

Toda empresa precisa, eventualmente, de crédito para desenvolver algum projeto ou destravar alguma questão pontual. São nessas horas que a antecipação de recebíveis passa a ser uma alternativa extremamente benéfica.

Esses momentos podem ser o desenvolvimento de algum produto, a contratação de mão de obra adicional, o pagamento de uma negociação, a ampliação da infraestrutura da empresa (compra de novos equipamentos, expansão da planta etc.), investimentos, entre outras necessidades.

O preparo para o aumento de vendas em épocas sazonais também pode ser feito com o auxílio da antecipação de recebíveis. Inclusive porque ela pode ser usada para atender especificamente essas demandas pontuais. Mas para você entender melhor, vamos a um exemplo!

Imagine uma empresa que fabrica roupas de banho. Existe uma época específica do ano em que o varejo faz as encomendas. Neste período, são feitas as negociações, inclusive com um volume de pedidos maiores do que em outros momentos do ano. Mas o pagamento começará a ser feito só após a entrega das mercadorias que, para essas lojas, já estará no momento ideal para as vendas.

Assim, a antecipação de recebíveis atua para antecipar o pagamento desses pedidos. Ou seja, você usa um dinheiro que já é seu para produzir e o cliente paga nos termos acordados na negociação: fica bom para todo mundo!

Claro, se a sua empresa estiver passando por um momento de dificuldade ou se houver um período pontual de aumento de custos, como na época de fim de ano, em que os encargos trabalhistas são maiores, a antecipação de recebíveis é um ótimo auxílio. A contenção de crises e o desenvolvimento da produção mesmo diante de um contexto adverso também são bons momentos para acessar esse recurso.

Enfim, os cuidados com o uso da antecipação de recebíveis se limitam ao uso consciente. Com planejamento e critério, a sua empresa não vai perder a linha por buscar essa solução financeira. Aqui, apresentamos alguns cenários que permitem a você encontrar alguma identificação na hora de tomar a decisão. Mas contar com o auxílio de um parceiro de negócios faz toda a diferença.

E é isso que a Valorem oferece. A antecipação de recebíveis é um de nossos principais serviços, mas o nosso diferencial é fazer um atendimento consultivo. Nós queremos que a sua empresa se desenvolva e que você tome as melhores decisões para o crescimento do seu negócio. Por isso, fale com a gente para saber quando e como antecipar seus recebíveis! E se restou alguma dúvida sobre este assunto, fique à vontade para deixar o seu comentário no espaço abaixo.

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures