O que fazer para vender mais? Certamente é uma pergunta frequente de muitos gestores, afinal, o coração de uma empresa é o setor de vendas. É a partir dele que o negócio se mantém ativo, saudável e com força para criar ações que impulsionem dia após dia o crescimento da empresa. E são os clientes que bombeiam esse coração.

Mas tão importante quanto vender mais e melhor, potencializando os resultados positivos, é criar um ambiente favorável para que esse trabalho signifique crescimento. Até porque nem toda venda pode representar algo benéfico à sua empresa. Por essa razão, é preciso que o planejamento seja constante, as estratégias sejam bem-estruturadas e os vendedores estejam sempre bem atentos para que a venda seja, de fato, algo bom e não o motivo de uma dor de cabeça.

Então, é fundamental ter cuidado e atenção no momento de traçar as estratégias de venda. E considerando que este assunto não é tão simples quanto parece, nós trouxemos alguns itens que devem ser levados em consideração na hora de vender. Afinal, esse órgão vital da sua empresa tem que funcionar sempre em favor da saúde do seu negócio, não é mesmo? Por isso, confira!

O marketing como primeiro passo para vender mais

Os investimentos nas áreas de marketing e vendas visam despertar o interesse dos consumidores a fim de conquistá-los, tornando-os clientes fiéis e engajados. No entanto, nem sempre essas estratégias atingem o resultado desejado. E nem estamos falando a respeito da conversão de vendas, mas sim da qualidade delas. Afinal, quantidade nem sempre significa qualidade.

Assim, é essencial buscar formas mais específicas de realizar o trabalho de marketing. A mídia tradicional, como TV e rádio, costuma ser um bom espaço de projeção. Entretanto, ela dialoga, inclusive, com aquele perfil de cliente que não é o público-alvo da sua empresa.

O melhor, portanto, é desenvolver ações integradas, que mesclem a publicidade tradicional (para ter visibilidade) com meios mais direcionados, como o marketing de conteúdo e as estratégias digitais como um todo (para ter especificidade). Desse modo, é possível selecionar com quem realmente a sua empresa quer conversar e, a partir daí, realizar um trabalho de vendas com um público qualificado.

Contudo, mesmo depois de filtrar o público, é preciso tomar alguns cuidados. E é sobre isso que vamos falar agora!

A importância da análise de crédito e risco

Como dissemos, as vendas são o coração da empresa e é tentador fazer deste setor cada dia mais pulsante, ou seja, com mais clientes ajudando a torná-lo mais forte. O problema é que nem sempre um cliente e uma venda representam um bom negócio.

Para avaliar se esses novos parceiros realmente são bons aliados e capazes de trazer resultados positivos, a análise de crédito e risco é essencial. Por meio deste serviço, é possível confirmar se o perfil da empresa com quem você está negociando condiz com as expectativas do seu negócio.

Quando pensamos em análise de crédito, logo lembramos de negativação, calote e inadimplência, não é mesmo? Contudo, a análise de crédito e risco não se limita a isso. O serviço avalia, claro, se o cliente é ou não um bom pagador, mas, mais que isso, busca compreender se a política empresarial do cliente está alinhada à sua. Ou seja, se o cliente tem condições, sob um ponto de vista mais geral, de honrar com o contrato assinado.

E o que isso significa? Significa que o serviço é capaz de investigar se ao cliente é bom pagador, se cumpre acordos firmados, se é capaz de contribuir para os resultados positivos da empresa e também se as políticas de trabalho são alinhadas com as definições do seu negócio. Tudo isso é feito para auxiliá-lo na decisão de fechar ou não um contrato com aquele cliente.

A relação entre o bom atendimento aos clientes ativos e o aumento das vendas

Existem duas situações em relação aos clientes ativos. As duas envolvem a necessidade de um atendimento primoroso, essencial para que o trabalho de vendas seja mais eficaz. Na primeira, o bom relacionamento comercial pode motivar à expansão dos contratos. E você sabe: vender para quem já é conhecido é muito mais fácil.

No entanto, até neste caso a análise de crédito e risco é indispensável. O serviço pode ― e deve ― ser utilizado para avaliar se os clientes ativos que fazem um pedido maior ou contratam um serviço a mais têm condições de expandir esse relacionamento comercial. Não é porque até aqui tudo ocorreu tranquilamente que um contrato maior não impõe riscos!

Mas para além deste caso de faturar mais com quem já interage com a sua empresa, há o famoso boca a boca. Quando o atendimento é singular, os seus clientes podem indicar o seu trabalho, tornando mais fácil o esforço do time de vendas. Por isso, deixar sempre bem claro aos seus colaboradores o quanto um atendimento de excelência é estratégico é indispensável e muito eficaz para vender mais.

Pensando nisso tudo que falamos aqui e no quanto é importante ter informações seguras antes de vender, a Valorem tem uma equipe preparada e especializada pronta para ajudá-lo. Se você quiser contar com os serviços essenciais de retaguarda para oferecer mais segurança no seu trabalho de vendas, entre em contato com nossa equipe! Se preferir, deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures