O capital de giro é um daqueles conceitos tão bê-a-bá da gestão empresarial que muitos gestores nem se dão conta da importância de ter um olhar atento a esse recurso. E você pode até achar que ele é básico demais para que as pessoas percam o controle e se descuidem com este assunto, mas a verdade é que tem muito mais gente do que você imagina com dificuldades neste ponto.

Isso acontece por causa da infinidade de conceitos e soluções existentes e cada vez mais crescentes no mundo dos negócios. 

Não estamos dizendo, é claro, que os vários temas que nos apresentam novos olhares e novos cálculos para a gestão de uma empresa sejam algo negativo, ao contrário! Mas é que, por mais que incorporemos novas práticas e tendências, o básico precisa ser feito. Caso contrário, não faz sentido conhecer coisas novas, concorda?

E é aqui que voltamos ao capital de giro. Ele nada mais é que a diferença entre o seu ativo circulante (aplicações financeiras, dinheiro em banco, contas a receber, estoques e demais recursos) e o passivo circulante (contas a pagar, fornecedores, empréstimos, entre outros). 

Quer dizer, basicamente, capital de giro é a diferença entre o que a sua empresa tem disponível e o que ela deve. No entanto, ele não deve ser confundido com o fluxo de caixa, que é apenas um dos itens do capital de giro. Também não é a mesma coisa que o capital fixo, que está relacionado aos imóveis e maquinários, por exemplo.

O capital de giro é o que vai permitir à sua empresa funcionar. Ele precisa estar sempre positivo porque, caso contrário, o seu negócio vai ter que buscar empréstimos ou financiamentos para capitalizar a empresa, e isso pode gerar mais uma dívida capaz de prejudicar ainda mais o quadro.

Assim, o melhor é fazer o controle desse recurso, prestando atenção em todos os itens que o compõe para garantir a sustentabilidade financeira das suas operações.

Como controlar o capital de giro

Como dissemos, a gestão do capital de giro precisa ser realizada com a observação de cada aspecto na sua empresa que resulta neste valor. A seguir, nós apresentamos algumas dicas de como fazer esse acompanhamento e controle com critério e cuidado.

Contas a receber

O contas a receber é todo o dinheiro das vendas a prazo que a sua empresa fez. Então, até que esses valores sejam incorporados aos ativos do seu negócio, é necessário que se tenha recursos para manter as operações. 

Quer dizer, ao fazer uma venda a prazo, você precisa ter a certeza de que não vai precisar desse dinheiro nesse intervalo de tempo. E mais: é preciso estar atento à possibilidade de inadimplência, que causaria um desajuste nas suas contas.

Existem duas soluções para não ter descompassos no contas a receber. Uma delas é a antecipação de recebíveis, que permite à sua empresa ter acesso ao valor das vendas antes da data de pagamento. A outra é a assessoria de cobrança, que faz um trabalho fundamental para impedir que a inadimplência seja motivo de problemas para as suas finanças.

Estoque

Tanto produtos acabados quanto matérias-primas paradas em estoque custam dinheiro. Portanto, o ideal é avaliar a demanda existente, o movimento do mercado e as necessidades da sua empresa e estruturar um bom ponto de equilíbrio para este setor. 

O ideal é não ter tanto a ponto de consumir recursos com a manutenção do estoque e também nem tão pouco que cause um desabastecimento da produção ou falta de atendimento aos clientes.

Para organizar a gestão do estoque, a sua empresa pode contar com a antecipação de recebíveis para a cadeia de fornecedores. Ela agiliza os trâmites com quem atende a sua empresa e ainda estreita o relacionamento entre as partes, permitindo que a sua empresa fique menos dependente de um farto estoque e possa contar com uma parceria alinhada, de modo a atender a demanda.

Dinheiro em conta

O ativo de maior liquidez do seu capital de giro é, sem dúvida, o dinheiro que está disponível em conta. Para que ele seja suficiente para manter suas operações, é necessário aumentar o volume de vendas e, logicamente, receber por elas.

Assim, a análise de crédito e risco figura como uma solução interessante, que confere segurança às vendas da sua empresa. Uma equipe de vendas focada também é indispensável, o que pode ser conquistada com treinamento, estímulo à inovação e uma moderna definição de metas. Impulsionar trabalhos de gestão de pessoas também pode ser bastante útil.

Investimentos

Aplicações financeiras são fundamentais para que a sua empresa não dependa apenas daquilo que vende, mas também tenha outras fontes de recursos. Entre as opções existentes, os investimentos em renda fixa costumam ser bem atrativos, uma vez que são imunes às oscilações do mercado.

Obviamente que é preciso pesquisar. Ainda que tenham a vantagem de serem seguros, existem algumas aplicações que possuem rendimento muito baixo. O melhor para sua empresa é contar com opções que ofereçam uma rentabilidade positiva sem que isso exija uma exposição grande a riscos.

Controle o capital de giro para sua empresa crescer

O controle do capital de giro é um requisito para a sua empresa se desenvolver. Sabe aquela máxima da gestão financeira pessoal que diz que não devemos gastar mais do que ganhamos? Então, essa regra se aplica aqui também.

Buscar soluções financeiras para manter as operações do seu negócio é algo totalmente legítimo, mas não deve ser uma regra e não deve substituir o cuidado básico com as finanças da empresa. Empréstimos e financiamentos devem ser usados em situações específicas e planejadas. E as outras soluções que apresentamos aqui são suportes para um trabalho mais completo.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Caso tenha restado alguma dúvida, entre em contato conosco. Se preferir, você pode deixar o seu comentário no espaço abaixo. Estamos sempre à disposição para conversar!

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures