À primeira vista, pode parecer estranho fazer a análise de crédito e risco de um cliente que já tem um relacionamento de longa data com a sua empresa. Porém, essa é a melhor forma de garantir que essa relação continue sadia, mesmo que haja a necessidade de alguma mudança na maneira de continuar a parceria após essa verificação.

Um bom momento para fazer esse estudo é na renovação de contrato. Isso porque, se for preciso, podem ser feitas alterações no documento sem causar constrangimentos entre as partes. Essas mudanças são normais, afinal, o mercado passa por transformações constantes e isso acaba afetando as relações comerciais.

Aliás, o cenário econômico é a primeira justificativa para fazer a análise de crédito e risco do seu cliente. Depois, podemos destacar a capacidade de pagamento, o aumento da concorrência e, até mesmo, o nível de gestão do seu cliente. Se a relação de vocês é de confiança, você não terá dificuldades em identificar se o seu cliente tem o mesmo cuidado com o negócio dele que você tem com o seu, certo?

Relação do mercado com a análise de crédito e risco

As oscilações do mercado ou do cenário econômico são bastante comuns, tanto para boas quanto para más notícias. No Brasil, vivemos vários períodos de crise, quase cíclicos, na verdade, o que acaba atingindo diretamente as negociações entre empresas. Por isso, a cada renovação de contrato, é importante fazer uma nova análise de crédito e risco do seu cliente levando em conta essas variações para garantir que tudo continuará bem.

Vamos imaginar que você forneça tecidos de algodão para uma fábrica de camisas e camisetas e o contrato de venda da mercadoria precise ser renovado em junho. Só que esse ano choveu muito no sudeste do país e o preço do algodão subiu. Diante disso, é normal que você repasse a alta para o seu cliente e ele transfira para o cliente dele (as lojas). Porém, o consumo no varejo está bastante instável, com várias quedas ao longo dos meses, o que acabou diminuindo um pouco os pedidos dos lojistas.

Olhando para esse cenário, fica claro que você precisa verificar se o seu cliente vai conseguir ou não manter o compromisso que tem com você. Como dissemos, se for o caso, o contrato pode ser alterado. Não há problema algum em chamá-lo, explicar a situação e negociar um novo acordo, que fique bom para todo mundo. Saiba que, se o seu cliente também fizer uma gestão empresarial eficiente, ele fará o mesmo com os clientes dele.

Outros pontos de atenção para analisar seu cliente

As informações colhidas no estudo do cenário econômico vão ajudar em outros pontos que precisam ser verificados para que a análise de crédito e risco seja eficiente. Entre eles está a capacidade de pagamento. Olhando para o exemplo do tecido de algodão, ficou claro que os valores e as condições de pagamento do novo contrato serão diferentes daquele que está em vigor.

Diante disso, você precisa verificar se, dentro dessa nova realidade, o seu cliente continuará tendo condições de pagar. Isso pode ser feito por meio do histórico de pagamentos dele, por exemplo, ou você pode pedir mais informações financeiras para ele. O importante é que tudo seja feito de forma transparente.

Aliando informações do cenário econômico com dados colhidos na sua empresa, chegamos a outro ponto relevante: a concorrência. Na verdade, o que preocupa aqui e precisa ser levado em consideração é o aumento dos concorrentes, pois eles vão existir de qualquer forma.

Digamos que você percebeu que o número de novos pedidos de orçamento de tecido de algodão cresceu consideravelmente nos últimos seis meses, cerca de 40%, e constatou que eram de empresas que estão entrando no mercado. A pergunta que deve ser feita aqui é: essas novas fábricas de roupas vão afetar, realmente, o negócio do meu cliente? A partir da resposta, é possível analisar se haverá impacto nas vendas dele e se isso pode interferir no novo contrato entre vocês.

Para fechar os pontos que precisam de atenção na hora de fazer a análise de crédito e risco do seu cliente, destacamos a forma como ele faz a gestão do próprio negócio. Se você já percebeu uma certa desorganização, como pequenos atrasos no pagamento ou cobranças de produtos ou serviços que já foram entregues, está na hora de investigar isso mais a fundo.

Você pode levantar tanto os problemas que ocorreram com você quanto com outros fornecedores, clientes e até colaboradores. Uma boa relação é feita de confiança, mas também é preciso ser pragmático, afinal, estamos falando de um negócio e sabemos que qualquer deslize pode ser o fim de uma empresa bem-sucedida.

Digamos que você é extremamente rigoroso com o pagamento dos seus tributos, mas seu cliente pisa na bola às vezes e isso acaba levando os dois para malha fina do governo, impedindo, por exemplo, a sua empresa de entrar em uma concorrência pública que aumentaria os lucros em 25% nos próximos dois anos. Isso é péssimo para as finanças, mas também para a sua reputação. Então, todo cuidado é pouco.

Como fazer uma análise de crédito e risco profissional

Bom, ao longo do texto, destacamos alguns pontos que precisam de atenção no momento de fazer a análise de crédito e risco do seu cliente, mas elas não param por aí. Há diversos detalhes que podem ser verificados para que, ao fazer a renovação de contrato, você tenha a segurança de que está assinando um documento que garanta uma boa saúde financeira ao seu negócio.

É claro que você pode fazer todo esse trabalho sozinho. Porém, não seria melhor contar com especialistas no assunto, que sabem exatamente onde procurar as informações e quais dados usar para chegar a uma análise sólida e eficaz, que realmente seja útil para o seu negócio? Aqui na Valorem, temos uma equipe completa, com o conhecimento necessário para fazer uma análise de crédito e risco que dê ao seu negócio segurança para fechar mais negócios, aumentar a qualidade dos parceiros comerciais e, assim, melhorar o faturamento.

Para saber mais sobre os nossos serviços, acesse o site ou entre em contato. Estamos sempre à disposição para atendê-lo e tirar suas dúvidas.

Leave a Reply

Solicitar - Máquina móvel (C680)




    * Campos obrigatórios

    Solicitar - Máquina móvel (Link 2500)

    Solicitar - Máquina móvel (D150)




      * Campos obrigatórios

      Solicitar - TEF (PPC930)




        * Campos obrigatórios

        Solicitar - Link de pagamento

        Solicitar - ValoremPay




          * Campos obrigatórios

          Solicitar - Antecipação de recebíveis fornecedores

          Solicitar - Antecipação de recebíveis






            * Campos obrigatórios

            Solicitar - Investimentos






              * Campos obrigatórios

              Investir FIDC

              Investir em Debêntures